Aumente o seu conhecimento no Mundo Florestal

Junte-se à milhares de especialistas e conhecedores nas áreas de Floresta e Meio Ambiente.

Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Como prevenir a degradação do solo pelas pastagens

O Brasil possui uma das maiores áreas de pastagens do mundo, sendo em todo o seu território mais de 180 milhões de hectares para esta finalidade, sendo em maior parte compostos por gramíneas do gênero brachiaria. Isso equivale a 20% do território nacional. Os dados são do IBGE, que ainda apontam para o predomínio de criação de bovinos de corte. Diante deste cenário, está a importância de se pensar em cuidados contra a degradação do solo.

Sendo assim, um dos grandes problemas que precisam ser compreendidos por todos os atores envolvidos na produção rural, e bastante comuns nas propriedades rurais, é o número em excesso de animais exercendo pressão sobre um determinado pasto. Com isso, muitas folhas novas, com forte capacidade de fotossíntese, são removidas, ocasionando a falta de vigor e a diminuição gradativa pasto (superpastejo).

Todavia, pastos muito densos e altos, com altas taxas fotossintéticas (subpastejo) não podem ser considerados ideais, já que em grande parte não está sendo aproveitada pelos animais.

É preciso, portanto, que o produtor rural, encontre um equilíbrio, disponibilizando um número exato de animais para uma determinada e adequada área.

Obviamente, não é apenas a questão da pastagem a responsável pela degradação do solo. Fatores como tipo de solo, clima, espécies de plantas, fertilizantes, além das técnicas de manejo de pastagem, interferem diretamente na questão.

Sendo assim, a sustentabilidade neste setor necessita de um planejamento gerencial que conte com a participação de profissionais experientes do setor. Esta, sem dúvida, é a solução economicamente mais viável, e, ao mesmo tempo, facilitadora de uma boa produtividade. 

 

Estratégias de suplementação são aplicadas nas pastagens quando o uso é intensivo para bovinocultura. Saiba mais.

Fonte: Grupo Cultivar

Artigos

Curiosidades

Máquinas e Implementos

Meio Ambiente e Regulamentos

Notícias

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Conecte-se ao mundo Florestal gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Escola do Cavalo
© 2019 Tecnologia e Floresta. Todos os Direitos Reservados.