Aumente o seu conhecimento no Mundo Florestal

Junte-se à milhares de especialistas e conhecedores nas áreas de Floresta e Meio Ambiente.

Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Quase três milhões de hectares de áreas protegidas podem ser anuladas pelos deputados do Amazonas

A ex-presidente Dilma Rousseff, criou cinco unidades de conservação federais no Amazonas. Que agora podem ser anuladas, o pedido foi oficializado na Casa Civil por parlamentares federais e estaduais do estado. O Amazonas possui 2,83 milhões de hectares.

Segundo os parlamentares a requisição da anulação surgiu de entidades do meio rural do Amazonas, alegando prejuízos com a criação das áreas protegidas. Existentes nos municípios de Apuí, Novo Aripuanã, Borba, Manicoré e Maués. A publicação no diário Oficial da União ocorreu nos dias 11 e 12 de maio um dia antes do afastamento da presidente. Seu sucessor Michel Temer disse que ira rever os atos.

As unidades de conservação criadas no Amazonas almejam um desenvolvimento sustentável, pelas comunidades ali existentes. É uma região rica em biodiversidade, com vasta espécie de mamíferos, aves e até mesmo algumas espécies desconhecidas, fator que impulsiona o turismo na região.

 

Atualize se no código florestal e saiba mais sobre as legislações florestal. Clique aqui.

Fonte: WWF

Meio Ambiente e Regulamentos

Notícias

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Conecte-se ao mundo Florestal gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Escola do Cavalo
© 2019 Tecnologia e Floresta. Todos os Direitos Reservados.